femme-tatuape

Femme – Laboratório da Mulher está chegando a mais um bairro de São Paulo

Prepare-se, amiga da região do Tatuapé, o amor e a dedicação do…

Prepare-se, amiga da região do Tatuapé, o amor e a dedicação do Femme pela saúde feminina está chegando ao bairro da zona leste de São Paulo.

Será a quinta unidade do Laboratório da Mulher na capital paulista: além da unidade Moema, há outras três unidades – Central, Express e Préférence – localizadas no bairro do Paraíso.

Pioneiro em Medicina Diagnóstica dedicado exclusivamente à saúde da mulher, Há mais de 30 anos, o Femme une tecnologia avançada, equipe qualificada e um conceito cuidadosamente planejado para atender as pacientes de forma humanizada.

 

 

Na nova unidade, assim como nas demais, nós mulheres somos acolhidas em um ambiente totalmente pensado para nos receber da melhor forma, da atenção no atendimento à iluminação e decoração das salas.

Certificação

Não por acaso, o Femme – Laboratório da Mulher teve seus serviços certificados pela ONA – Organização Nacional de Acreditação – conquistando o Nível III em Excelência.

Aguarde, falta muito pouco para você conhecer a Unidade Tatuapé do Femme.

Enquanto isso, você pode pré-agendar seus exames nas outras unidades, pelo site, pelo telefone 11 3050-9043 ou aplicativo para Android e iOS.

 

Campanha Saúde da Mulher 2017

Chega ao Fim mais uma Edição da Campanha Saúde da Mulher

Na quinta-feira, 30 de novembro, se encerrou a edição 2017 da Campanha…

Na quinta-feira, 30 de novembro, se encerrou a edição 2017 da Campanha Saúde da Mulher, com a palestra do Dr. Roberto Cardoso, coordenador de Medicina Fetal do Femme – Laboratório da Mulher, sobre o tema “Por que as Mulheres Sofrem mais com o Stress?”

Femme - Campanha Saúde da Mulher 2017

O EVENTO

Durante duas semanas, o evento, promovido pelo Femme e aberto ao público, contou com a participação de diversos especialistas em uma programação que buscou debater assuntos relacionados à prevenção de doenças que atingem nós mulheres.

Dia 21/11 –  Educação dos Filhos: Palavras Construtivas e Destrutivas – psicóloga Miriam Rodrigues

Dia 22/11 – As Várias Faces da Saúde da Mulher – ginecologista Dra. Helena Junqueira

Dia 23/11 – Emagrecimento Saudável: Mitos e Verdades –  Dr. Paulo Olzon, colunista de saúde da BandNews FM

Dia 29/11 – Existe o Par Ideal? Erros e Acertos no Relacionamento a Dois – psicóloga Cristiane Romano

Dia 30/11 – Por que as Mulheres Sofrem Mais com o Stress? – Dr. Roberto Cardoso, coordenador de Medicina Fetal do Femme – Laboratório da Mulher

 

A Campanha deste ano chegou ao fim, mas a dedicação do Femme – Laboratório da Mulher no atendimento voltado às mulheres prossegue diariamente.

 

Faça o pré-agendamento dos seus exames através do nosso site, telefone (11 3050-9043) e aplicativo para Android e iOS.

 

Dia do Combate contra a violência à mulher

25 de Novembro – Dia do Combate contra a Violência à Mulher

O Dia do Combate contra a Violência à Mulher foi inspirado num…

O Dia do Combate contra a Violência à Mulher foi inspirado num fato ocorrido há mais de 50 anos, mas continua mais do que necessária nos dias atuais.

Em 25 de novembro de 1960, três irmãs, Patria, Minerva e Maria Teresa, foram mortas, após terem sido presas e torturadas por protestarem contra o ditador Rafael Leonidas Trujillo, da República Dominicana.

Três décadas depois, em 1999, a ONU instituiu a data. Hoje, quase 20 anos mais tarde, o mundo permanece sendo um lugar muito perigoso para nós, mulheres.

Só no Brasil, de acordo com dados do Instituto Maria da Penha, a cada 7.2 segundos uma mulher é vítima de violência física. Segundo o estudo Mapa da Violência, em 2013, 13 mulheres morreram todos os dias apenas por serem mulheres. Destas, 30% foram assassinadas pelo parceiro ou por um ex.

Em comparação com os dados da década passada, houve um aumento de 21% nas mortes de mulheres brasileiras.

Os números sobre violência sexual contra mulheres no Brasil também preocupam muito. Em 2015, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, foi registrado 1 estupro a cada 11 minutos. E estima-se que apenas 10% de todos os casos são registrados, já que muitas vítimas acabam não procurando a polícia, por diversas razões, incluindo o machismo na sociedade.

De acordo com o Sistema de Informações de Agravo de Notificação do Ministério da Saúde, cerca de 70% das vítimas de estupro são crianças e adolescentes, e o crime geralmente é cometido por homens conhecidos das vítimas.

E há, em média, 10 estupros coletivos por dia no país, segundo notificações feitas ao sistema público de saúde.

Estes dados são chocantes, mas servem de alerta para que nós nos conscientizemos, como sociedade, que algo precisa ser feito para que, daqui 30 ou 50 anos, o mundo seja outro para nossas filhas e netas.

 

DENUNCIE

Levante a voz e não permita que uma situação de violência contra você ou outra mulher passe despercebida. Um número fácil de decorar, 180, da Central de Atendimento à Mulher, funciona desde 2014 como disque denúncia. A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia.

Além disso, existem delegacias especializadas no atendimento de mulheres vítimas de violência. Na cidade de São Paulo, há 9 delegacias de defesa da mulher:

 

1ª Delegacia de Defesa da Mulher – Centro
Rua Dr. Bittencourt Rodrigues, 200 – térreo  – São Paulo
Telefone: (11) 3241-3328

 

2ª Delegacia de Defesa da Mulher – Sul
Avenida Onze de julho, 89 – térreo  – São Paulo
Telefone: (11) 5084-2579

 

3ª Delegacia de Defesa da Mulher – Oeste
Avenida Corifeu de Azevedo Marques, 4300 – 2º andar – São Paulo
Telefone: (11) 3768-4664

 

4ª Delegacia de Defesa da Mulher – Norte
Avenida Itaberaba, 731 – 1º andar – São Paulo
Telefone: (11) 3976-2908

 

5ª Delegacia de Defesa da Mulher – Leste
Rua Dr. Corinto Baldoíno Costa, 400 – 2º andar  – São Paulo
Telefone: (11) 2293-3816

 

6ª Delegacia de Defesa da Mulher – Santo Amaro
Rua Sargento Manoel Barbosa da Silva, nº 115 – 2º andar – São Paulo
Telefone: (11) 5521-6068 e 5686-8567

 

7ª Delegacia de Defesa da Mulher – São Miguel Paulista
Rua Sabbado D’Angelo, 46 – Itaquera – térreo – São Paulo
Telefone: (11) 2071-3488

 

8ª Delegacia de Defesa da Mulher – São Mateus
Avenida Osvaldo do Valle Cordeiro, 190 – 2º andar – São Paulo
Telefone: (11) 2742-1701

 

9ª Delegacia de Defesa da Mulher – Pirituba
Avenida Menotti Laudisio, 286 – térreo – São Paulo
Telefone: (11) 3974-8890

 
Sua saúde também merece toda a dedicação de um laboratório que tem na mulher sua razão de ser. Não deixe de se consultar com seu médico regularmente e faça seus exames de rotina em um local com alta tecnologia e atendimento humanizado. Faça seu pré-agendamento no Femme – Laboratório da Mulher, através do nosso site, telefone (11 3050-9043) e aplicativo para Android e iOS.

 

campanha saúde da mulher 2017

Femme realiza a Campanha Saúde da Mulher 2017

O “Amor por Ela” do Femme – Laboratório da Mulher, seu amor…

O “Amor por Ela” do Femme – Laboratório da Mulher, seu amor por nós, vai além da dedicação diária dos seus colaboradores. A preocupação com a melhoria de vida das mulheres brasileiras faz com que o Femme, periodicamente, realize a Campanha Saúde da Mulher.

O tema desta edição 2017 da Campanha, sempre dedicada à educação e prevenção de doenças que atingem a população feminina, é “Cuidando da Saúde e da Alma Feminina”, com diversas palestras sobre o universo da mulher com profissionais renomados.

PROGRAMAÇÃO DA CAMPANHA SAÚDE DA MULHER 2017

 

Dia 21/11 – 19h

A psicóloga Miriam Rodrigues, idealizadora do Programa Educação Emocional Positiva, falará sobre Educação dos Filhos: Palavras Construtivas e Destrutivas.

 

Dia 22/11 – 19h

Dra. Helena Junqueira, ginecologista, irá abordar diversos assuntos relativos ao bem-estar feminino: As Várias Faces da Saúde da Mulher.

 

Dia 23/11 – 19h

O colunista de saúde da BandNews FM, Dr. Paulo Olzon, falará sobre Emagrecimento Saudável: Mitos e Verdades.

 

Dia 29/11 – 19h

Cristiane Romano, psicóloga especialista em terapia de casais e família, abordará o tema Existe o Par Ideal? Erros e Acertos no Relacionamento a Dois.

 

Dia 30/11 – 19h

Dr. Roberto Cardoso, coordenador de Medicina Fetal do Femme – Laboratório da Mulher e autor dos livros “Medicina e Meditação” e “Tetos Profissionais”, falará sobre Por que as Mulheres Sofrem Mais com o Stress?

 

O evento será realizado na Rua Desembargador Eliseu Guilherme, 282, próximo à estação Paraíso do Metrô, no bairro do Paraíso, São Paulo, capital.

Quer participar? Escolha quais palestras você deseja assistir e se inscreva no site http://www.laboratoriodamulher.com.br/campanhasaudedamulher .

 

core biopsy

Core Biopsy: Como é o Procedimento?

Meu médico pediu para que eu faça uma Core Biopsy e tenho…

Meu médico pediu para que eu faça uma Core Biopsy e tenho muitas dúvidas a respeito. Como é feito o exame? Ele dói? Para responder a estas e outras perguntas, chamamos o Dr. Gustavo Badan, responsável por procedimentos intervencionistas no Femme – Laboratório da Mulher.

 

Dr. Gustavo, como é a Core Biopsy?

É um tipo de biópsia de mama que pode ser feita através da visualização pelo ultrassom ou pela mamografia estereotáxica. A escolha é feita de acordo com o método de imagem em que a lesão mamária é melhor visualizada.

 

E quais as vantagens deste tipo de biópsia?

É um procedimento rápido que permite obter adequada quantidade de material e elucidar dúvidas diagnósticas. Menos invasivo que a “mamotomia” e é muito útil para esclarecer se o nódulo mamário objeto da biópsia é benigno ou se trata de um câncer de mama.

 

A Core Biopsy é dolorosa?

O exame é muito bem tolerado pela grande maioria das pacientes e, após a localização da lesão, é realizada anestesia local. No Femme – Laboratório da Mulher, atenção especial é dispensada ao conforto das pacientes. Se mesmo após a anestesia ela sentir dor, é só avisar ao médico que este irá interromper o procedimento e fará um reforço na dose do anestésico.

 

Qual é o preparo para o exame?

Não tomar medicações contendo antiagregantes plaquetários, como o ácido acetil salicílico (Aspirina, AAS, Melhoral, Buferin ou Somalgin), clopidrogel (Plavix) e ticlopidina (Ticlid) ou anticoagulantes orais (tais como Marevan, Coumadin ou Varfarin) cinco dias antes do procedimento e dois dias após o exame, com o consentimento do médico assistente.

  • Trazer exames anteriores de ultrassonografia mamária, mamografia e ressonância de mamas, se houver;
  • Não é necessário levar acompanhante para as pacientes maiores de 18 anos.

 

E quais os cuidados que devo ter após a Core Biopsy?

Não é necessário o repouso absoluto, mas algumas ações são recomendadas:

  • Evitar exercícios físicos no dia dos exame;
  • Evitar molhar o curativo compressivo que será colocado após o exame e retirá-lo após 24h;
  • Aplicar compressas de gelo nas primeiras 24h pode diminuir a formação de hematomas;
  • No caso de dor, o uso de analgésicos comuns geralmente é o suficiente.

 

Não deixe de passar pelo médico e realizar os exames pedidos por ele. Faça seu pré-agendamento no Femme – Laboratório da Mulher, através do nosso site, telefone (11 3050-9043) e aplicativo para Android e iOS.

 

agulhamento

O que é o Agulhamento de Mama e como é feito?

É natural que muitas de nós fiquemos com receio ao agendarmos um…

É natural que muitas de nós fiquemos com receio ao agendarmos um agulhamento de mama, mas trata-se de um exame muito simples, conforme explica para o blog do Femme o Dr. Gustavo Badan, responsável por procedimentos intervencionistas no Laboratório da Mulher.

 

Agulhamento: o que é?

 

“É um exame pré-operatório utilizado para localização de lesões não palpáveis da mama”, explica o especialista. “Deve-se agendar o agulhamento preferencialmente no mesmo dia da cirurgia ou, no máximo, 24 horas antes”.

 

Como o Agulhamento é realizado?

 

“Um fio guia metálico é colocado na área da lesão suspeita, sob visão direta do ultrassom ou através da mamografia estereotáxica e sob anestesia local”, descreve Dr. Gustavo. “Isto permite que se marque o local a ser retirado posteriormente pelo cirurgião”.

 

O Procedimento dói ou causa algum desconforto depois?

“Como o exame é feito sob anestesia local, a grande maioria das pacientes não relata desconforto durante ou após a realização do agulhamento”, afirma o médico.

 

Qual é o preparo para o Agulhamento de mama?

Dr. Gustavo diz que não é necessário nenhum preparo específico. Mas é preciso levar exames anteriores de mamografia, ultrassonografia e biópsias mamárias. No dia do procedimento é necessário vir acompanhada.

E quais os cuidados após o exame?

“A paciente não poderá dirigir após o procedimento”, recomenda o especialista, que ainda orienta que a mulher deve evitar esforços físicos e impacto na mama que foi submetida ao procedimento.
13

Não deixe de se consultar com seu médico regularmente e faça seus exames de rotina em um local com alta tecnologia e atendimento humanizado. Faça seu pré-agendamento no Femme – Laboratório da Mulher, através do nosso site, telefone (11 3050-9043) e aplicativo para Android e iOS.

ultrassonografia

Ultrassonografia de Abdômen Total. Como é o exame?

“Tenho uma ultrassonografia de abdômen total marcada e quero saber mais sobre…

“Tenho uma ultrassonografia de abdômen total marcada e quero saber mais sobre o exame.” Para ajudar você, amiga, buscamos informações com uma especialista no assunto, Dra. Viviane Lopes, mestre em obstetrícia pela Unifesp – Escola Paulista de Medicina e responsável pela Ultrassonografia do Femme – Laboratório da Mulher.

 

“O ultrassom de abdome total tem como finalidade avaliar, diagnosticar e fazer seguimento de possíveis alterações das seguintes estruturas: fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins, bexiga, aorta, veia cava inferior e adrenais”, explica a médica.

 

Para quê serve a Ultrassonografia de Abdômen Total?

 

O exame pode diagnosticar vários tipos de doenças, “sendo as mais comuns, tumores e cistos no fígado, pâncreas, baço, rins e adrenais, cálculos na vesícula e nos rins, esteatose hepática (infiltração de gordura no fígado) e placas de ateromatose na aorta”, enumera.

 

Como é feita A ULTRASSONOGRAFIA DE ABDÔMEN TOTAL?

 

No momento do exame, a paciente é deitada na posição dorsal na maca, com a região abdominal anterior exposta, “local onde o médico vai proceder a avaliação com o transdutor do ultrassom para o estudo das estruturas intra-abdominais”, descreve a Dra. Viviane.

 

Antes do exame, é preciso um preparo especial. Deve-se ingerir medicação para reduzir os gases intestinais, diz a especialista, fazer jejum mínimo de seis horas e estar com a bexiga cheia.

 

Não deixe de passar pelo médico e realizar os exames pedidos por ele. Pré-agende suas ultrassonografias no Femme – Laboratório da Mulher, através do nosso site, telefone (11 3050-9043) e aplicativo para Android e iOS.

MAMOGRAFIA

Mamografia Digital: Saiba mais sobre o exame

A mamografia é um dos exames que nós mulheres devemos fazer regularmente…

A mamografia é um dos exames que nós mulheres devemos fazer regularmente após os 30 anos, de acordo com pedido feito por seu médico.

 

E com o Outubro Rosa chegando, é hora de relembrarmos a importância do exame. Por isso, conversamos com o Dr. Mario Sergio Amaral Campos, especialista em Imagenologia Mamária do Femme – Laboratório da Mulher.

 

Mamografia Digital e o Câncer de Mama

mamografia

“Sabe-se hoje que o câncer de mama é o tumor maligno que mais causa morte na população feminina”, diz o médico, “e até agora nós não sabemos quem irá desenvolver a doença”.

 

Então, o que fazer? Dr. Mario Sergio responde:

“a mamografia é o único método que comprovadamente reduz a mortalidade da doença em até 30% e quanto mais avançada for a tecnologia, maior será a detecção”.

 

Por isso, a importância deste exame. “A mamografia digital é o que existe de melhor para encontrar as pequenas alterações do início da doença, que consequentemente leva à cura da paciente”.

 

“Fazer este exame em um laboratório que tem expertise no assunto faz toda a diferença”, avalia.

“Pois a utilização da tecnologia de última geração, associada a médicos especialista no diagnóstico do câncer de mama aumentam em muito as chances de encontrar as lesões em uma fase muito inicial, promovendo um tratamento mais simples e com melhores resultados”, explica.
Não deixe de se consultar com seu médico regularmente e faça seus exames de rotina em um local com alta tecnologia e atendimento humanizado.

Faça seu pré-agendamento no Femme – Laboratório da Mulher, através do nosso site, telefone (11 3050-9043) e aplicativo para Android e  iOS.

 

PAAF

PAAF – O que é e como é feito o procedimento?

PAAF significa Punção Aspirativa por Agulha Fina. Parece ser um exame complicado,…

PAAF significa Punção Aspirativa por Agulha Fina. Parece ser um exame complicado, mas não é! Quem explica isso para nossas leitoras é o responsável por procedimentos intervencionistas no Femme – Laboratório da Mulher, Dr. Gustavo Badan.

 

Trata-se de um “tipo de punção na qual uma agulha fina é introduzida na mama, sob anestesia local, e feita através da visualização pelo ultrassom. Assim, o médico identifica o nódulo no ultrassom e então realiza o procedimento”, explica o médico.

 

A PAAF tem o objetivo de “se obter material para a análise das células que compõem o(s) nódulo(s)”, esclarece. Este tipo de biópsia é muito útil para o “esvaziamento completo de cistos palpáveis ou inflamados, promovendo alívio das dores mamárias, sendo esta uma de suas principais indicações”, diz Dr. Gustavo.

 

O especialista lembra que o procedimento também pode ser usado para o diagnóstico dos nódulos mamários, “através da análise anatomopatológica do material obtido, esclarecendo dúvidas diagnósticas”.

 

A PAAF dói?

 

Uma das questões que muitas de nós mulheres costumam fazer sobre este tipo de exame é se ele é doloroso. O médico diz que a PAAF é bem tolerada pela maioria das pacientes e é realizada anestesia local após a localização da lesão.

Ele lembra ainda que no Femme – Laboratório da Mulher, há um cuidado ainda maior. Se a paciente sentir dor mesmo depois da anestesia, basta avisar ao médico, que vai interromper o exame e aplicará um reforço na dose do anestésico.

Após a realização do exame, o material obtido é colocado em lâminas e encaminhado para estudo citológico no setor de Anatomia Patológica do Femme – Laboratório da Mulher, que fará a análise.

 

PAAF – Preparo para o exame

  • Não tomar medicações contendo antiagregantes plaquetários, como o ácido acetil salicílico (Aspirina, AAS, Melhoral, Buferin ou Somalgin), clopidrogel (Plavix) e ticlopidina (Ticlid) ou anticoagulantes orais (tais como Marevan, Coumadin ou Varfarin) cinco dias antes do procedimento e dois dias após o exame, com o consentimento do médico assistente.
  • Trazer exames anteriores de ultrassonografia mamária, mamografia e ressonância de mamas, se houver;
  • Não é necessário levar acompanhante para as pacientes maiores de 18 anos.

 

No Femme – Laboratório da Mulher, você tem à sua disposição alta tecnologia e atendimento humanizado para fazer os exames necessários para o seu pré-natal. Pré-agende pelo nosso site ou pelo aplicativo, disponível para Android e iPhone.

 

setembro vermelho

Setembro Vermelho: Um Mês para Cuidar do Coração

Certamente você deve ter ouvido que este é o Setembro Vermelho. Mas…

Certamente você deve ter ouvido que este é o Setembro Vermelho. Mas o que isso significa? A campanha foi criada em 2014 pelo Instituto Lado a Lado Pela Vida para educar sobre a prevenção de doenças cardiovasculares.

E o mês de setembro foi escolhido porque no dia 29 é celebrado o Dia Mundial do Coração.

Você sabia que, entre nós mulheres, os problemas cardíacos têm aumentado muito? As doenças do coração representam 30% das causas de morte entre mulheres com mais de 40 anos. Matam mais do que o câncer ginecológico. Estima-se que, no mundo, 8,5 milhões de mulheres morram por causa de cardiopatias.

O Prof. Dr. Roberto Cardoso, especialista em Medicina Fetal e coordenador do Núcleo de Propósito no Femme – Laboratório da Mulher, evidenciou isto durante painel na Campanha da Saúde da Mulher 2015.

“Quando eu fiz medicina, a relação de infarto entre homens e mulheres era de 9 para 1, 10 para 1. Hoje é de 2 para 1, 3 para 1”, afirmou Dr. Roberto.

 

Então, amiga, fique atenta para a prevenção. Separamos algumas dicas de hábitos para você manter a saúde do seu coração.

setembro vermelho

Sete hábitos para manter o coração saudável

A OMS (Organização Mundial da Saúde) tem sete recomendações para você prevenir doenças cardíacas:

 

  1. Não fumar;
  2. Não seja sedentária: pratique exercícios;
  3. Cuidado com o excesso de peso. O ideal é IMC (índice de massa corporal) entre 20 e 25;
  4. Fique de olho na pressão arterial. Meça com frequência;
  5. Adote uma dieta balanceada. Evite sal, açúcar e gordura em excesso;
  6. Controle o colesterol. Cuidado com alimentos ricos em gordura saturada ou gordura trans;
  7. Atenção à glicose para prevenir a diabetes.

Não deixe de se consultar com seu médico regularmente e faça seus exames de rotina em um local com alta tecnologia e atendimento humanizado. Faça seu pré-agendamento no Femme – Laboratório da Mulher, através do nosso site, telefone (11 3050-9043) e aplicativo para Android e iOS.