Elderly woman massaging the shoulder easing the aches. Joint pain concept. Senior old lady experiencing severe arthritis rheumatics pains, massaging, warming up arm. Close up, copy space, background

30/10 — Dia Nacional de Luta do Paciente Reumático

Você sabia que existem mais de 120 doenças reumáticas que podem acometer crianças, jovens, adultos, homens e mulheres? A maioria delas pode ter um início semelhante: dor, inchaço e rigidez nas articulações. Sem diagnóstico precoce e tratamento adequado, as doenças reumáticas, normalmente chamadas de reumatismos, levam à incapacidade física. Por isso é tão importante o Dia Nacional de Luta do Paciente Reumático, criado com o objetivo de alertar para a importância do diagnóstico precoce e do tratamento correto das doenças reumáticas.

Essas doenças estão entre as principais causas de afastamento do trabalho ou aposentadoria precoce. Dores frequentes nas articulações (por mais de três meses), que podem melhorar com o movimento e piorar com o repouso, podem ser um sinal de uma das doenças reumáticas, que têm início semelhante, mas podem ter cursos distintos e levar à incapacidade física.

Segundo estimativas da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), as doenças reumáticas podem acometer cerca de 15 milhões de brasileiros e são uma das principais causas de auxílio-doença e afastamento do trabalho.

Doenças reumáticas afetam todo o organismo, não somente as juntas; elas não possuem cura, mas têm tratamento. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado podem ser a chave para uma vida produtiva e com qualidade.

Caso você queira entender mais sobre o assunto, acesse o site: www.reumatologia.org.br. Lá será possível obter informações acerca das doenças reumáticas, de serviços de apoio ao paciente reumático e do localizador de especialistas em serviços privados e públicos de saúde.

Importante: na presença de sintomas persistentes, a SBR recomenda que a pessoa procure por um especialista o quanto antes.

1 comentário em “30/10 — Dia Nacional de Luta do Paciente ReumáticoAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *