descolamento

Descolamento de Placenta: Saiba Mais sobre o problema que afastou Eliana de seu programa no SBT

A apresentadora Eliana está internada há cerca de 20 dias. Ela, que…

A apresentadora Eliana está internada há cerca de 20 dias. Ela, que já havia surpreendido seu público ao anunciar uma gravidez aos 43 anos, deixou seus espectadores tristes ao revelar que precisaria se afastar do programa de TV, sendo substituída por Patricia Abravanel.

Na 21ª semana de gestação, para proteger a filha Manuela, Eliana decidiu se licenciar, após descobrir que teve um descolamento de placenta, uma condição conhecida também como descolamento do saco gestacional no início da gravidez, que é mais comum em gestantes com mais de 35 anos.

Eliana escreveu um depoimento emocionado em seu perfil no Instagram: “Estou há 20 dias internada, mas hoje será diferente pra mim…Quase 30 anos de carreira e nunca parei com minhas atividades. Que desafio imenso este de agora. Não é como nas férias quando deixo meus programas gravados com antecedência, trabalho em dobro pra descansar depois. Ou na licença-maternidade, que a gente se afasta algum tempo, mas tem a vida imensamente preenchida de mil tarefas e um amor que invade cada célula. Nada foi planejado. Foi a vida dizendo “Para e escolhe o que é mais importante pra vc AGORA “. Eu escolhi cuidar de uma vida. Logo estarei de volta para minha trajetória profissional que começou aos 14 anos de idade, mas agora cada minuto das 24 horas do meu dia são dedicados para a Manu que ainda está na minha barriga e ao Arthur. Em breve, se Deus quiser, estarei novamente com a família SBT. Porém este é o momento de valorizar cada semana de desenvolvimento da minha filha, de esperar com fé que tudo corra bem, de viver o tempo em seu tempo.Um aprendizado árduo, mas valioso. A vida é aprender.”

Estou há 20 dias internada, mas hoje será diferente pra mim… Quase 30 anos de carreira e nunca parei com minhas atividades. Que desafio imenso este de agora. Não é como nas férias quando deixo meus programas gravados com antecedência, trabalho em dobro pra descansar depois. Ou na licença-maternidade, que a gente se afasta algum tempo, mas tem a vida imensamente preenchida de mil tarefas e um amor que invade cada célula. Nada foi planejado. Foi a vida dizendo “Para e escolhe o que é mais importante pra vc AGORA “. Eu escolhi cuidar de uma vida. Logo estarei de volta para minha trajetória profissional que começou aos 14 anos de idade, mas agora cada minuto das 24 horas do meu dia são dedicados para a Manu que ainda está na minha barriga e ao Arthur. Em breve, se Deus quiser, estarei novamente com a família SBT. Porém este é o momento de valorizar cada semana de desenvolvimento da minha filha, de esperar com fé que tudo corra bem, de viver o tempo em seu tempo.Um aprendizado árduo, mas valioso. A vida é aprender.

Uma publicação compartilhada por Eliana Michaelichen (@eliana) em

Foi a vida dizendo “Para e escolhe o que é mais importante pra você AGORA”

COMO DIAGNOSTICAR E TRATAR O DESCOLAMENTO DE PLACENTA?

Para saber mais sobre o problema, conversamos com a Dra. Viviane Lopes, coordenadora da área de Ultrassonografia do Femme – Laboratório da Mulher.

Doutora, quais exames diagnosticam o problema?

USG Obstétrica ou USG Obstétrica com Doppler e pode ser feito um complemento com US transvaginal

Quais os riscos para a gestante e o bebê?

Os riscos dependem do tamanho do descolamento. Se for pequeno, os riscos são pequenos e podem causar um pouco de cólicas/contração leve na mãe e sangramento vaginal de pouco monta.  Se o descolamento for grande os riscos são maiores podendo haver sofrimento fetal, necessitando a antecipação do parto (se for possível); e até o óbito fetal, nos casos muito graves. Para a mãe, no casos graves, há risco de hemorragia, coagulação intravascular disseminada e e até o óbito materno.

Qual o tratamento? 

Nos casos leves somente repouso e monitoramento. Nos casos mais graves o parto imediato e medidas de suporte à mãe (transfusão de sangue, internação em UTI e até a retirada do útero) e ao feto (internação em UTI neonatal).

Gestante ou não, não deixe de passar pelo médico e realizar os exames pedidos por ele. Pré-agende suas ultrassonografias no Femme – Laboratório da Mulher, através do nosso site, telefone (11 3050-9043) e aplicativo para Android e iOS.

 

DNA Livre Fetal

DNA Livre Fetal – para quê serve o exame?

Com apenas um exame de sangue, o DNA Livre Fetal, coletado a…

Com apenas um exame de sangue, o DNA Livre Fetal, coletado a partir da 9ª semana de gravidez, é possível verificar se o bebê possui alguma alteração genética, uma cromossomopatia, como a Síndrome de Down, sem a necessidade de exames invasivos.

COMO FUNCIONA

Na corrente sanguínea da mãe é possível encontrar material genético da criança, o DNA Livre Fetal, mas isso só é recomendado depois das 9, 10 semanas de gestação, já que antes disso, a quantidade de DNA do bebê é muito pequena para qualquer análise.

O exame detecta mais de 99% dos casos de trissomias dos cromossomos 13 (Síndrome de Patau),18 (Síndrome de Edward) e 21 (Down); e 92% dos casos de monossomia do cromossomo X (Síndrome de Turner).

No Femme – Laboratório da Mulher, você tem à sua disposição alta tecnologia e atendimento humanizado para fazer os exames necessários para o seu pré-natal. Pré-agende pelo nosso site ou pelo aplicativo, disponível para Android e iPhone.

 

checkUp

Check-up geral feminino – quais são os exames que as mulheres devem fazer regularmente?

Além dos exames ginecológicos de rotina, devemos ficar atentas a quaisquer alterações…

Além dos exames ginecológicos de rotina, devemos ficar atentas a quaisquer alterações que surjam no nosso corpo. Por isso, é importante realizar um check-up geral periódico, sempre, é bom lembrar, a pedido do seu médico.

EXAMES

Colesterol e triglicerídeos

Depois dos 30, é bom ficar de olho no colesterol por meio de exames de sangue. E a partir dos 40, esse cuidado deve ser anual como forma de prevenção de infartos.

Glicemia

Exame de sangue coletado após um jejum de oito horas, serve para diagnosticar diabetes. Se você já teve histórico da doença na família, tem altas taxas de colesterol, é sedentária, obesa ou tem mais de 45 anos, pertence ao grupo de risco.

Tireóide

Mulheres com mais de 30, com queda acentuada de cabelo, enfraquecimento da unhas e muita sonolência podem estar com algum problema relacionado à tireóide, como o hipotireoidismo. Para diagnosticar, basta um exame de sangue.

Densitometria óssea

Osteoporose é um mal que afeta a qualidade de vida de muitas mulheres com mais de 50 anos e o exame de densitometria, feito por imagem, com uma tecnologia chamada DXA, semelhante a um raio-x.
No site do Femme – Laboratório da Mulher, você pode pré-agendar os exames e ver qual a preparação necessária para cada um deles.

 

core biopsy

Core Biopsy – o que é?

O nome é complicado, mas o exame é muito importante para o…

O nome é complicado, mas o exame é muito importante para o diagnóstico precoce do câncer de mama, o segundo mais comum em todo o mundo.

O câncer de mama, que estima-se, atinge uma entre nove mulheres no planeta, pode ocorrer, mas de forma rara, também em homens.

A Core Biopsy é um procedimento guiado por ultrassonografia para, por meio de punção, retirar tecidos da mama e pode diagnosticar uma série de alterações mamárias, malignas ou benignas.

CORE BIOPSY SEM DOR

Pode parecer doloroso, mas não é. É um exame tranquilo, realizado no Femme com anestesia local e muito menos invasivo que uma biópsia aberta.

A preparação para a Core Biopsy é simples. A paciente não deve tomar nenhum medicamento que contenha aspirina 5 dias antes do exame e deve levar exames anteriores de ultrassom mamário e mamografia.

O cuidado com o corpo deve ser total. Realize seus exames no Femme, o laboratório que tem o amor pela saúde da mulher como propósito. Faça seu pré-agendamento.

ginecologia diagnostica

Ginecologia diagnóstica – exames de rotina ginecológicos

Todas nós sabemos desde cedo que devemos passar periodicamente por um ginecologista…

Todas nós sabemos desde cedo que devemos passar periodicamente por um ginecologista para verificar se está tudo em ordem com nossa saúde. Mas, nossa vida atribulada acaba fazendo com que nós deixemos em segundo plano esse cuidado necessário que devemos ter com nosso corpo.

EXAMES DE ROTINA

Por isso, listamos aqui os exames de rotina ginecológicos, que você pode fazer no Femme – Laboratório da Mulher, e explicamos para que cada um serve.

Mamografia

Indicada para mulheres com mais de 30 anos, o exame radiológico das mamas detecta microcalcificações, sendo fundamental para a prevenção do câncer de mama.

Papanicolaou (Colpocitologia Oncótica)

Outro exame fundamental para a prevenção do câncer, analisa células retiradas do útero e é indicado para mulheres com idade acima de 20 anos e vida sexual ativa.

Colposcopia

Com base em análise visual do colo do útero, serve para detectar irregularidades, infecções e indícios de alguma doença. Como o Papanicolaou, é indicado para mulheres com mais de 20 anos e vida sexual ativa.
Mas lembre-se: somente um ginecologista pode avaliar precisamente quais exames e de quanto em quanto tempo você deve realizá-los. Por isso, consulte seu médico e, a pedido dele, pré-agende seus exames com o Femme.

equilibrio-trabalho

Que Intervenções Devemos Fazer para Reequilibrar o Ambiente de Trabalho?

Volta e meia falamos sobre stress aqui no blog e o ambiente…

Volta e meia falamos sobre stress aqui no blog e o ambiente de trabalho é certamente uma das maiores causas dele, tanto em homens como em mulheres.

A situação se complica para nós porque muitas mulheres têm jornadas duplas, encaram as situações de tensão no trabalho e depois administram as obrigações da vida doméstica e familiar.

Esse desequilíbrio se reflete nas estatísticas. Uma pesquisa de alguns anos atrás mostrou que 51% das mulheres brasileiras em ambiente corporativo sofrem de stress.

Mas o que pode ser feito para reequilibrar o ambiente de trabalho no que diz respeito às relações entre homens e mulheres?

PARCEIROS

Para Samia Simurro, Vice-presidente da Associação Brasileira de Qualidade de Vida, um caminho seria o da “parceria”. Um exemplo disso, para ela, seria a melhor relação de empresas e empregadores com as mulheres que se tornam mães, criando creches no ambiente de trabalho, deixando-as mais próximas de seus filhos neste período importante da vida.

E você, amiga? O que acha que poderia ser feito para buscarmos esse equilíbrio no ambiente de trabalho?

Atenção ao stress é fundamental, ele pode desencadear diversos problemas de saúde.  Realize seus exames no Femme, o laboratório que tem o amor pela saúde da mulher como propósito. Faça seu pré-agendamento.

ressonância magnética

Exames – Ressonância Magnética

O exame de ressonância magnética é um dos mais requisitados para o…

O exame de ressonância magnética é um dos mais requisitados para o aprofundamento de uma investigação médica em busca de um diagnóstico.

Simples e não-invasiva, a ressonância magnética é capaz de captar imagens em alta definição dos órgãos.

O paciente é posicionado em uma mesa e o cilindro de ressonância magnética é instalado para captar a parte do corpo a ser examinada. Dentro do aparelho, ondas de radiofrequência são emitidas para captar as imagens. O exame geralmente dura em torno de 20 minutos.

PREPARAÇÃO PARA RESSONÂNCIA

A pessoa deve fazer jejum de 4 horas e não utilizar nenhum acessório de metal no dia do exame (brincos, anéis, pulseira, relógio, etc.). Também não deve utilizar maquiagem, spray ou laquê de cabelo.

A paciente deve chegar ao laboratório pelo menos 30 minutos antes do horário agendado, vestindo roupas leves e sem qualquer tipo de metal. Além disso, deve trazer todos os exames anteriores da região do corpo a ser examinada.

Para exames mais específicos, como a ressonância da pelve, deve-se trazer um absorvente higiênico e solicitar informações de preparo no momento do agendamento.

RESSONÂNCIAS DISPONÍVEIS NO FEMME

No Femme – Laboratório da Mulher você pode, a pedido do seu médico, realizar os seguintes exames de ressonância magnética:

  • Neuro – Cabeça e Pescoço; exames diferenciados: difusão, fluxo liquórico, neuronavegação;
  • Neuro – Colunas;
  • Neuro – Angiorressonâncias;
  • Crânio, Cerebral, Encéfalo e Cabeça;
  • Sela, Sela turca ou túrcica, Hipófise, Hipotálamo, e Hipofisário;
  • CAI, Ossos Temporais, Ouvido e Ângulo Ponto Cerebelar;
  • Base de Crânio;
  • Trigêmeo;
  • Órbitas;
  • Seios da Face, Face e Maxilar;
  • Mandíbula;
  • Articulação Temporomandibular ou ATM;
  • Pescoço;
  • Tronco – Tórax, Abdômen e Pelve; exames diferenciados: Colangio Ressonância ou Vias Biliares; Uro Ressonância (2 exames); Estudo de Ferro (Fígado); Fetal;
  • Tronco – Angiorressonâncias;
  • Angiorressonâncias diferenciadas: MMII (necessário 3 autorizações); MMSS (necessário 3 autorizações);
  • Músculo Esquelético (articulações MMSS);
  • Músculo Esquelético (exames diferenciados); Esterno, Articulação Esterno-Calvicular, Articulação Sacrilíaca, Púbis, Plexo Braquial, Artroressonância.

Para outras informações sobre os exames e pré-agendamento, acesse o site do Femme – Laboratório da Mulher.

cromossomopatia

Cromossomopatia: detecção de síndromes genéticas no feto

Por meio de exames é possível detectar, logo no pré-natal, problemas de…

Por meio de exames é possível detectar, logo no pré-natal, problemas de cromossomopatia, síndromes originadas por alguma alteração no número de cromossomos do feto.

Síndrome de Down, por exemplo, é uma trissomia – a presença de três cromossomos, e não dois como é comum, de um tipo específico – do cromossomo 21.

EXAMES

Até há algum tempo eram feitos exames muito invasivos para a detecção das cromossomopatias. Hoje, é possível detectá-las com métodos muito mais rápidos e mais tranquilos para a mãe e seu bebê, como contou a Dra. Viviane Lopes, coordenadora do setor de USG do Femme, durante a Campanha Saúde da Mulher 2015.

“A gente consegue detectar somente pelo ultrassom uns 80% dos bebês com síndrome,” afirmou.

Ela ainda revelou que também é possível descobrir qualquer cromossomopatia por meio de análise de DNA do sangue da mãe. “A placenta do bebê joga constantemente DNA, que na maioria das vezes é o DNA do bebê, na corrente sanguínea da mãe,” explicou.

No Femme – Laboratório da Mulher, você tem à sua disposição alta tecnologia e atendimento humanizado para fazer os exames necessários para o seu pré-natal. Pré-agende pelo nosso site ou pelo aplicativo, disponível para Android e iPhone.

PAAF

PAAF: Saiba mais sobre o exame

Apesar do nome, a PAAF é um exame menos complicado do que…

Apesar do nome, a PAAF é um exame menos complicado do que parece. Ela é simples, rápida e segura.

PAAF significa Punção Aspirativa por Agulha Fina. Ela serve para coletar material para análise de nódulos na mama ou órgãos superficiais como a tireoide.

Pode parecer que dói, mas no Femme – Laboratório da Mulher, a PAAF é realizada cuidadosamente e com anestesia local.

Após a coleta de uma pequena porção de tecido por aspiração, o material passa por análise microscópica para que o médico patologista examine e faça o diagnóstico histopatológico ou citológico.

PREPARAÇÃO PARA A PAAF

Na maioria dos casos, não é necessário nenhum preparo especial da paciente antes do procedimento, mas certifique-se disso com o médico que solicitou o exame.

Uma vez indicada a PAAF, é importante que se conheça cada passo dele para sua maior tranquilidade, por isso, converse com seu médico. Afinal, a principal finalidade é a detecção precoce do câncer de mama.

Na hora do exame, é importante levar todos os exames anteriores relacionados.

O cuidado com o corpo deve ser total. Realize seus exames no Femme, o laboratório que tem o amor pela saúde da mulher como propósito. Faça seu pré-agendamento.

discutir diferenças

Relacionamentos: Discutir diferenças significa falar na primeira pessoa

“Eu não gostaria daquilo, eu me sinto triste quando aquilo acontece…” Durante…

“Eu não gostaria daquilo, eu me sinto triste quando aquilo acontece…”

Durante palestra no evento Campanha Saúde da Mulher 2015, promovida pelo Femme-Laboratório da Mulher, Dr. Flávio Gikovate, um dos maiores nomes da psiquiatria e psicoterapia do País, falecido em outubro do ano passado, deu os exemplos acima para ressaltar que é importante expressar o que sentimos com clareza ao nosso parceiro na hora de discutir diferenças dentro do relacionamento.

Nunca podemos dizer “você não pode fazer isso!” porque a outra pessoa tem todo o direito de fazer o que bem entende, “até pra me aborrecer,” como lembrou Gikovate. O que temos de fazer quando nos deparamos com uma situação com a qual não concordamos dentro de um relacionamento é explicitar nossa insatisfação: “eu não gosto disso!”

EVITANDO A D.R.

O ideal é que conversas assim não virem a temida D.R. (discutir a relação), mas se isso acontecer, existem dicas para que a situação não fuja ao controle.

Por exemplo, tente evitar conversas do tipo em situações sociais: festas, reuniões com amigos, baladas, etc.; também é importante que pelo menos um dos lados tente manter os espíritos desarmados, nada de postura passivo-agressiva para que a conversa não vire uma sucessão de ataques e acusações; com calma, tente exercer a autocrítica, reconheça que pode ter cometido erros e isso pode levar sua cara-metade a fazer uma reflexão sobre seus atos também.

SOBRE A CAMPANHA SAÚDE DA MULHER

A Campanha Saúde da Mulher é mais um trabalho do Femme – Laboratório da Mulher dedicado à educação e prevenção de doenças que atingem a população feminina.

Não deixe sua saúde em segundo plano. Consulte um médico e, a pedido dele, faça seus exames regularmente. É a melhor forma de prevenir doenças. Na hora de agendar os exames, procure uma das unidades do Femme – Laboratório da Mulher. Pré-agende pelo nosso site ou pelo aplicativo, disponível para Android e iPhone.